4 dicas para gerar relatórios gerenciais eficientes

O Business Intelligence utiliza dados para gerar inteligência de mercado e ajudar gestores a tomarem decisões mais corretas e embasadas em suas organizações. Por isso, os relatórios gerenciais são tão importantes no meio empresarial: quanto mais eficientes e objetivos eles são, mais fácil é para as empresas tomarem decisões acertadas.

Empresas, como a Toyota Estados Unidos, implementaram soluções de BI para integrar todos os seus serviços, otimizando a operação geral da montadora, desde a fabricação dos carros, a logística de entrega e o expediente dos funcionários, gerando um ROI de 506% sobre o custo de implantação de relatórios gerenciais mais precisos.

Quer saber também como gerar relatórios gerenciais mais eficientes na sua empresa? Então confira as 4 dicas que separamos para você!

1. Seja objetivo

Objetividade é tudo, principalmente na gestão empresarial. Relatórios gerenciais bem-feitos devem ser sucintos, objetivos e apresentar todos os pontos que devem ser abordados de forma clara e relevante.

Um relatório prolixo, de várias páginas, dados e metodologias que poderiam ter sido arquivados no caso de análises mais detalhadas, como auditorias, pode ser uma perda de tempo e fazer com que as ações que deveriam ser tomadas com maior rapidez, sejam postergadas. Por isso mire no problema que o relatório tem o objetivo de abordar.

2. Foque no problema e analise as suas causas

Mesmo um artigo científico, que utiliza várias metodologias, referências e teorias para ser construído, parte desse mesmo princípio: ele apresenta um problema ou questionamento e todo o esforço desprendido durante a sua execução é para apresentar análises que possam corroborar com ele ou refutá-lo.

Um relatório gerencial deve funcionar da mesma forma, mas com um viés objetivo. Para isso, foque no problema a ser resolvido, analise as causas de forma concreta e apresente possíveis soluções, com transparência e usando o detalhamento necessário, incluindo somente os dados realmente relevantes.

3. Inclua informações realmente relevantes

Um dos maiores erros cometidos por empresas que começam a usar estratégias guiadas por dados e Business Intelligence é colher dados em demasia. Esse problema pode afetar de maneira expressiva a tomada de decisão por parte dos gestores.

Por isso, é importante que, antes da captação dos dados que serão utilizados para a produção dos relatórios gerenciais, seja produzido um planejamento estratégico. É por meio dele, e conhecendo as informações mais importantes sobre o seu ramo de negócio, que serão definidos quais dados e Key Performance Indicators (KPIs) são importantes para o seu ramo de negócio e devem, ou não, ser colhidos e armazenados.

4. Saiba escolher os indicadores

Os KPIs, ou Indicadores-chave de Desempenho, são usados em várias áreas do planejamento estratégico de uma empresa, seja para vendas, marketing ou decisões gerenciais. A partir deles é que são traçadas as diretrizes que serão seguidas pela empresa de forma macro, como um todo, e também em cada setor.

Implantar uma estratégia de dados, com a geração de relatórios gerenciais preciso e objetivos, é crucial para garantir a produtividade e competitividade das empresas atualmente. Por isso, atualmente, existem várias empresas que realizam a assessoria especializada nesse setor, com profissionais experientes, estrutura e soluções adequadas, o que diminui a possibilidade de erros e confere mais confiabilidade e agilidade na adoção de relatórios gerenciais Data Driven.

Gostou deste post? Então veja as dicas que preparamos para você implantar a gestão da inovação para a sua empresa se tornar mais competitiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This